Divulgação de cursos na internet: atraia mais alunos para sua escola!

mídias sociais

O ano finalmente começou e você tem uma variedade enorme de cursos a divulgar para os mais distintos perfis de alunos. Já pegou na gráfica aqueles folders encomendados e já montou seu time comercial para atender aos inúmeros telefonemas e visitantes que em breve vão chegar. Mas…

Os transeuntes passam pelos seus promotores de olhos vidrados no smartphone ou então recusam receber aquele papelzinho tão importante para o sucesso do seu negócio.

Quando o telefone toca, várias mãos ávidas por fechar uma matrícula ficam trêmulas na vã esperança de que seja um aluno em potencial. No final das contas, era um engano.

Pouco a pouco, você vai postergando a data de início das turmas com a esperança de que as coisas melhorem. O ano vai se esvaindo sem que suas metas sejam atingidas. O time comercial se reduz e o financeiro começa a fazer as contas para enxugar o máximo possível nos gastos.

Cansado deste cenário? Continue com a leitura e aprenda como fazer a divulgação de cursos na internet!

 

Por que sua estratégia não funciona mais?

A divulgação de cursos por meio de panfletos nas esquinas próximas à sua escola já não é suficiente. A atenção dada a esse tipo de ação mercadológica tampouco é a mesma de anos atrás.

Somos bombardeados diariamente por um sem fim de mensagens comerciais, das mais baratas, como um folder, até as mais caras, como as propagandas de TV. Com seu público não é diferente.

O que determina o que fica na memória de um consumidor e o que é rapidamente esquecido é a conexão emocional que você é capaz de gerar a partir de uma estratégia de comunicação educacional.

E como essa conexão é feita? Com conteúdo relevante e útil para a sua audiência. Mas como aplicar esse conteúdo na divulgação de cursos? É o que você confere na sequência.

 

Como divulgar cursos na internet?

A web é um ecossistema único quando se trata de divulgar cursos online. Com inúmeras possibilidades, fica até difícil de definir qual estratégia levar adiante por primeiro. Mas a gente vai te dar uma ajudinha.

 

#1 Entenda seu público

Ter plena consciência de quem é o seu público, quais são suas necessidades e como atendê-las não só com seus cursos, mas com outras ações de marketing educacional, é essencial para ter sucesso nas matrículas.

Criar conexões emocionais com seus potenciais alunos é falar com eles sobre eles, não sobre sua escola.

Digamos que você esteja interessado em outra pessoa e a aborda para conversar. A estratégia de conquista deve ser conhecer ao máximo a outra pessoa, falando sobre sua rotina, seus hobbies, desejos e expectativas. Falar sobre si mesmo todo o tempo não funciona, certo?

 

Dica: saiba mais sobre a criação de personas.

 

Considere o mesmo quando for fazer a divulgação de cursos da sua escola. Tente compreender quem é o seu público e falar sobre aquilo que lhe agrada. Quando surgir o tema ou for conveniente, você menciona seus cursos e o que a sua escola tem a oferecer.

 

#2 Comece um blog educacional

Todo curso, seja ele teórico, prático ou misto, tem o objetivo de ensinar aos alunos uma nova competência ou habilidade. A grande questão é como a sua escola vai despertar o interesse dos estudantes pelos assuntos abordados nos cursos que você oferece.

A resposta está na criação de um blog educacional. Uma plataforma que concentre uma série de conhecimentos que sejam interessantes para o público ao qual seus cursos se destinam.

Se a divulgação de cursos é para estudantes do ensino médio, por exemplo, sua estratégia de conteúdo deve ser focada nos interesses dessas pessoas. Filmes, séries, vídeos do YouTube, termos da moda entram como ganchos para que você conquiste a atenção dos adolescentes e apresente sua escola como uma fonte confiável de informações.

 

Dica: saiba como criar um blog de sucesso

 

Por outro lado, se o seu público são profissionais em busca de cursos de atualização profissional, o tipo de conteúdo a ser compartilhado no seu blog educacional deve ter uma pegada mais mercadológica. Em outras palavras, você deve falar das dificuldades vividas por esses profissionais em seu dia a dia de trabalho.

Um gestor de RH pode ter dificuldades em apresentar resultados para a diretoria ou então enfrentar barreiras na contratação de funcionários. Um vendedor, por sua vez, pode querer aprimorar suas habilidades de negociação.

Em suma, o blog educacional serve para você compartilhar aquilo que a sua escola sabe e que pode fazer a diferença na vida das pessoas que você deseja impactar com a divulgação de cursos.

A ideia é construir uma audiência engajada e que esteja mais aberta a outros tipos de comunicação, como a oferta de um curso por e-mail.

 

#3 Otimize seu site para o  Google

Uma das formas mais potentes de fazer a divulgação de cursos online é ter o site da sua escola na primeira página do Google. As três primeiras posições orgânicas (não pagas) recebem mais de 90% dos cliques dos internautas, ou seja, é onde está a oportunidade para que você conquiste mais alunos.

E como fazer seu site aparecer no Google?

Além de criar conteúdo que responda às principais dúvidas do seu público, é necessário otimizar esse conteúdo com técnicas de SEO. De forma bastante simples, trata-se de formatar seu conteúdo para que ele seja entendido tanto pelos algoritmos do buscador quanto pelos internautas.

Para entender melhor sobre isso, sugiro que você leia o post O que é SEO, aqui no blog da ÀBr.

 

#4 Faça bom uso das redes sociais

Gerar engajamento nas redes sociais é fundamental para levar tráfego para o site da sua escola e, consequentemente, iniciar um relacionamento com seus potenciais alunos.

O compartilhamento de conteúdo inteligente é o que estimula as interações entre usuários e marcas nas mídias sociais. Portanto, mais do que ficar divulgando seus cursos, preços e promoções, é essencial criar conteúdo personalizado para essas redes, que incentivem o compartilhamento das suas mensagens e fomentem o debate por meio de comentários.

O conteúdo visual é de extrema importância aqui, especialmente em redes sociais como Instagram e Pinterest.

 

#5 Crie landing pages

Landing pages são páginas web que têm por objetivo capturar os dados de pessoas que têm o perfil ideal de aluno da sua escola.

Esses dados são fornecidos em troca de conteúdos ricos, como whitepapers e e-books. Tais conteúdos são mais abrangentes e têm por objetivo levar um potencial aluno a se aprofundar em um tema relevante para ele.

Digamos que você tenha no seu portfólio de cursos um treinamento sobre UX Writing. Além de blog posts sobre o tema, você pode desenvolver e-books que tragam o assunto de forma mais detalhada, falando sobre o que é, qual a sua importância e aplicabilidade no mercado de trabalho.

O profissional interessado no tema faz o download deste material e adquire mais conhecimento sobre a área. Sua escola conquista um lead e tem a chance de iniciar um relacionamento que pode culminar em uma matrícula.

 

#6 Desenvolva fluxos de nutrição

Fluxo de nutrição é uma sequência de e-mails personalizados que têm por objetivo manter um lead informado sobre determinado assunto. Ele é planejado com base no histórico comportamental de cada lead e mantém aceso o relacionamento entre a sua escola e o seu potencial aluno.

Desenvolver fluxos de nutrição eficazes depende de uma criação de conteúdo consistente, isto é, frequente e focada no seu público. A intenção deve ser sempre agregar valor, trazer uma informação diferenciada, contribuir para que a jornada do cliente seja mais fácil.

 

#7 Tenha páginas de vendas excelentes

Cada curso ofertado pode ter uma landing page própria, que destaque seus benefícios e instigue o visitante a solicitar mais informações ou então matricular-se de uma vez.

Uma página de vendas para um curso de treinamento de líderes, por exemplo, pode destacar a importância de se ter líderes empresariais e, na sequência, as vantagens que uma formação como essa traz para as organizações.

Uma CTA para inscrição bem visível, assim como um formulário que solicite apenas as informações mais relevantes neste primeiro momento também fazem parte do pacote.

 

#8 Colete depoimentos de ex-alunos

As chamadas provas sociais são grandes aliadas no momento de divulgar cursos profissionalizantes. O melhor exemplo são os depoimentos de ex-alunos.

Quando uma pessoa recomenda um produto ou serviço está depositando sua confiança na empresa que o comercializa. Quem vê esse tipo de avaliação positiva se sente mais seguro em realizar a matrícula, já que há mais pessoas que fizeram e se deram bem.

 

#9 Ofereça uma aula grátis

O receio de realizar a matrícula e não gostar do curso pode ser eliminado com a oferta de uma aula grátis. Essa aula pode ser tanto presencial quanto a distância.

Quando o potencial aluno tem a chance de conhecer o material didático, a metodologia de ensino e os professores que o acompanharão ao longo do treinamento, ele se sente mais confiante em seguir adiante com a decisão.

E, se você parar para pensar bem, gravar uma aula que já está acontecendo na sua escola não custa muito e é uma ótima fonte de divulgação de cursos.

Você pode, inclusive, criar um canal no YouTube para a sua escola e disponibilizar esses vídeos lá, transformando essa rede social, que também é o segundo maior mecanismo de buscas do mundo, em uma fonte de tráfego qualificado para o site da sua escola.

 

#10 Invista em anúncios pagos

A publicidade online é outra forma de divulgar cursos online. Por meio de anúncios pagos é possível atingir a um número grande de pessoas de forma segmentada e bastante assertiva.

Isso porque, normalmente, quem interage com anúncios na web já está pronto para tomar a decisão de compra. Sendo assim, é possível atingir as metas de matrículas mais rapidamente.

Todavia, manter campanhas permanentes de links patrocinados se torna financeiramente inviável, já que os custos aumentam conforme a concorrência cresce.

 

#11 Crie parcerias para o marketing de influência

Marketing de influência é uma estratégia em alta no mercado e que faz uso de pessoas com muita visibilidade na internet, os influencers, para divulgar produtos e serviços.

Você pode, por exemplo, fazer uma parceria com um professor que tenha um canal no YouTube com muitos seguidores para que ele fale dos seus cursos em seus vídeos, despertando o interesse da audiência.

Com milhares de pessoas conhecendo a sua escola, fica mais fácil potencializar outras estratégias, como divulgar no Facebook suas próximas turmas.

 

Curtiu conhecer todas essas formas de divulgação de cursos na internet? Calma lá que temos mais dicas para você! Confira também como começar a captação de alunos com marketing de conteúdo!