Orçamento de marketing: como definir o seu

pilhas de moedas com plantinhas crescendo

Definir um orçamento de marketing, especialmente para pequenas e médias empresas, é sempre um desafio. Você quer investir em todas as estratégias possíveis de marketing digital, mas fica sempre com um pé atrás com medo de perder dinheiro e não ver resultado algum.

Sabe como eu sei disso? Passo pela mesma situação todos os dias aqui na ÀBrasileira. O receio de estar fazendo as coisas de forma errada e torrar o dinheiro que há no banco sem ter conquistado um cliente sequer paira como um fantasma sobre as nossas cabeças.

Mas é fato que também não podemos ficar sem fazer nada. A concorrência está aí e, com mais ou menos conhecimento do que a gente, está correndo atrás do seu naco de mercado.

Então paremos de falação e vamos ao que interessa?

 

Como montar um orçamento de marketing?

A maioria dos checklists para criar um orçamento de marketing dirá para você estabelecer seus objetivos primeiro. E bem que eu gostaria que fosse assim tão simples.

Como eu, seu objetivo deve ser o de esmagar a concorrência e ser o número um do mercado, certo? Mas já parou para pensar em quanto dinheiro seus concorrentes investem em marketing?

Será que um e-commerce que começou há um ano tem condições de competir com um Mercado Livre da vida? Provavelmente, não.

Sendo assim, eu prefiro começar a pensar no orçamento de marketing sendo realista. Quanto dinheiro há para investir? Querendo ou não, suas estratégias de marketing terão que se adaptar ao orçamento, simples assim. Caso contrário, você pode acabar com uma dívida danada.

 

Como fazem as empresas que estão no mercado?

Em minhas pesquisas, encontrei algumas orientações quanto ao valor médio a ser investido em marketing. Confira aí:

> Para quem quer crescer: 5% ou mais da receita mensal, se você quer crescer 20% ou mais no ano. É recomendado o uso de estratégias e ferramentas mais complexas, como automação de marketing.

Para quem quer crescer, mas nem tanto: de 3% a 4% da receita mensal, pensando em crescer em torno de 10% ao ano. Recomenda-se o uso de estratégias e ferramentas avançadas para lograr esse objetivo.

Para quem quer se manter firme no mercado: de 1% a 2% da receita mensal, desde que você não esteja tão preocupado em captar, mas sim fidelizar os clientes já existentes.

Colocando em números, imaginemos que você seja um MEI e fature por mês R$ 6.000,00. Para crescer 20%, você teria que investir no mínimo R$ 300,00 por mês em marketing. Uma microempresa que fature R$ 60.000,00 no mês teria que investir R$ 3.000,00.

Depois de tomar esse banho de água gelada, aí sim podemos começar a pensar em metas e objetivos.

 

Passo a passo para definir um orçamento de marketing

 

Defina seu objetivo de marketing

É comum querermos abraçar o mundo e conquistar todos os nossos objetivos – consciência de marca, captação de leads, conversão de clientes, fidelização – ao mesmo tempo. Mas com recursos limitados, não tem como montar um orçamento de marketing que seja efetivo e abarque tudo o que precisamos.

Diante disso, precisamos priorizar. E, para privilegiar este ou aquele objetivo, precisamos saber em que estágio o nosso negócio se encontra.

Uma empresa de consultoria em marketing educacional que esteja começando a dar os primeiros passos agora precisa ser conhecida no mercado, portanto, seu objetivo primordial deve ser o de ganhar visibilidade na internet.

Quem já possui certa reputação pode se concentrar em outras áreas, como aumentar a captação de leads ou tornar seu processo de qualificação de leads mais eficaz, para converter mais clientes.

 

Escolha as estratégias

Agora que você já sabe quanto tem para investir e qual objetivo priorizar, é hora de escolher as estratégias que podem ajudar a conquistar o que você busca com o orçamento de marketing que você possui.

Se a sua empresa está baseada na internet, nada mais natural do que apostar todas as fichas no universo online. Em outras palavras, dedicar todo o orçamento para o marketing digital.

Certamente, ao listar as possibilidades que o marketing online oferece, você ficará em dúvida sobre quais estratégias escolher. Publicidade online? Inbound Marketing? SEO?

Aqui na ÀBrasileira optamos, num primeiro momento, por dedicar todo nosso orçamento ao marketing de conteúdo. Por quê? Porque é o nosso core business e acreditamos que ao compartilhar conhecimento relevante e útil podemos atrair uma audiência fiel e desenvolver a nossa reputação, tornando-nos referência no mercado.

É bem verdade que o marketing de conteúdo leva um tempo para gerar resultados concretos, mas aliamos a ele a otimização para mecanismos de buscas, isto é, o SEO.

Com marketing de conteúdo e SEO juntos, conseguimos ampliar nossa visibilidade na web e mostrar do que somos capazes sem precisar investir grandes quantidades de dinheiro, já que é o nosso time quem produz e otimiza os conteúdos.

Mesmo que você não tenha um time à disposição na sua empresa para planejar e executar essas estratégias, você pode contratar agências especializadas. Com uma breve pesquisa, você verá que o custo-benefício é bastante atrativo.

Todavia, você pode seguir por outros caminhos, como anunciar na internet. Além do Google Ads, que é a maior plataforma de publicidade online atualmente, existem o Facebook Ads, Instagram Ads, entre outras possibilidades.

O bom de anunciar nessas plataformas é que o orçamento de marketing dedicado é definido por você. É possível começar com pouco, com 10, 20 reais por dia, e ir acompanhando os resultados para definir com mais precisão em qual delas concentrar todos os seus esforços.

A segunda vantagem é que você começa a prospecção de clientes mais rápido, pois os usuários que interagem com anúncios estão mais preparados para a compra.

 

Não coloque todos os ovos na mesma cesta

Por mais limitado que o seu orçamento de marketing seja, evite colocar todos os seus recursos em um único canal de atração e conversão de clientes. Ficar só no inbound marketing ou só nos anúncios online pode não ser muito efetivo.

A ideia é sempre expandir as oportunidades de encontrar e se relacionar com o seu público, buscando novas formas de alavancar suas vendas e obter melhores resultados.

Porém, também não atire para todos os lados. Execute bem as estratégias que estão dentro do seu orçamento de marketing e só depois de ter mais capital de giro para investir comece a diversificar os canais de aquisição.

 

Dimensione sua equipe e recursos

Algo que muitas vezes fica esquecido no momento em que estamos buscando formas de como montar um orçamento é o custo operacional. Em suma, os salários da equipe envolvida e as tecnologias utilizadas, entre outros recursos.

É fundamental que você tenha mapeado todos os custos diretos e indiretos que se refletem no seu orçamento de marketing. Só dessa forma você terá um cálculo exato de quanto poderá investir.

Nessa hora, é válido confrontar o custo total de ter uma equipe interna, com todas as tecnologias necessárias para o bom desempenho, e o custo de uma agência de marketing digital que atenda às suas necessidades.

Terceirizar o marketing de conteúdo, por exemplo, pode ser uma boa saída para que você tenha um time completo de profissionais construindo sua reputação na web.

 

Coloque a mão na massa

Ciente de todos os custos envolvidos, do seu orçamento de marketing disponível e das estratégias que serão levadas adiante, só falta implementar suas ações de marketing e monitorar os resultados.

É sempre bom lembrar que no marketing digital praticamente tudo é passível de monitoramento em tempo real, o que facilita na hora de realizar ajustes e otimizar seu orçamento de marketing para que ele tenha um ROI (retorno sobre o investimento) maior.

Pronto para definir seu orçamento de marketing e colocar em prática suas melhores estratégias? Aproveite e saiba como aumentar a sua taxa de conversão no marketing de conteúdo!